O Perfume a Rosa e bomba.

O Perfume a Rosa e bomba.

Objetivo: celebração (Perfume) penitencial (Bomba)  e compromisso (Rosa)

Material: Cartolina recortada com as imagens dos elementos O Perfume a Rosa e bomba

Desenvolvimento: o grupo deve estar em círculo.

Colocados sobre a mesa. Estão o perfume, a rosa e a bomba.

Um dos participantes pega inicialmente o vidro de perfume, e diz o que deseja celebrar, faz o que quiser com ele e passa para o colega do lado. Faz-se o mesmo com a rosa dizendo com o que deve-se comprometer e por último com a bomba dizendo o que deseja detonar em sua vida.

Palavra de Deus: Mt 7, 7-12 Sl 101

Sensações de vida ou morte através da vela

Sensações de vida ou morte através da vela.

Objetivo: analisar a pratica e revisão de vida.

Material: duas velas uma nova e outra velha.

Desenvolvimento: grupo em círculo e ambiente escuro.

  • .., tenho apenas o tempo de uma vela acessa de vida. O que poderia ter feito em minha existência e deixar de fazer… (a vela gasta, acesa, vai passando de mão em mão).
  • Apaga-se a vela gasta e acenda a nova. Ilumina-se o ambiente. A vela passa de mão em mão e cada um completa a frase:

Eu…, tenho a vida inteira pela frente e o que eu posso fazer e desejo é …

Avaliação:

  • Analisar a dinâmica e os sentimentos.
  • A primeira vela diz respeito ao que se passou
  • A segunda vela diz respeito ao que desejo realizar.

 

Palavra de Deus: Mt 6,19-24 Sl 1.

O outro Lado

O outro Lado

Objetivos: ver o objetivo comum do grupo. Processo de comunhão e união. Análise da realidade.

Desenvolvimento: (não dizer o objetivo da dinâmica).

  • O coordenador pede a todos que se coloquem no fundo da sala ocupando toda parede. Pede silêncio absoluto, muita atenção para a ordem que vai ser dada e que sejam rigorosamente fieis a ela. Deve manter silêncio durante a dinâmica.
  • A ordem é a seguinte: Vocês deverão procurar como grupo, atingir o outro lado da sala, da forma mais rápida possível e mais eficiente.
  • Repete-se a ordem várias vezes.
  • O coordenador dirá que a ordem não foi cumprida, pede ao grupo que recomece. Repita a ordem várias vezes, pedindo que haja silêncio.

NOTA: É bom que haja obstáculos pelo meio da sala (cadeiras…) dificultando a passagem. Ele considerará a tarefa cumprida quando julgar que o grupo se aproximou do ideal alcançando o outro lado unido, obedecendo ao ritmo um dos outros, tendo incluindo todos na travessia.

Em seguida fazer comentários sobre tudo que observaram e sentiram:

  • Como cada um se sentiu?
  • Quem se sentiu esmagado e desrespeitado?
  • Quem ais correu ou empurrou?
  • De que forma as lideranças foram se manifestando???
  • Houve desistência no meio do caminho?
  • Surgiram animadores???

Palavra de Deus: 1 Cor. 12,12-27 Sl 133

Quem sou eu ???

Quem sou eu ???

Objetivo: Conhecimento Pessoal

Material: papel e caneta

Desenvolvimento:

  1. Refletir individualmente:

– A vida merece ser vivida?

– Somente a vivem os que lutam, os que querem ser alguém?

  1. Escrever numa folha

– Quem sou eu? (enumerar seus valores, qualidades e defeitos).

– O que eu quero ser? (escrever o que quer com a vida, os seus objetivos e ilusões).

– Como atuo para chegar no que quero?

  1. Terminada a reflexão pessoal, formar grupos para partilhar.
  2. Avaliação:

– Como cada um se sentiu ao se comunicar?

– E depois da dinâmica?

Palavra de Deus: Gn 1,26-31 Sl 139

Identificação Pessoal com a Natureza

Identificação Pessoal com a Natureza

Objetivos: Auto conhecimento, preces ou oração.

Material: Símbolos da natureza, papel e caneta.

Desenvolvimento:

  • Contemplação da natureza. Cada um procura um elemento na natureza que mais lhe chama a atenção e reflete: Porque o escolhi? O que ele me diz?
  • Formação de pequenos grupos para partilha.
  • Cada pequeno grupo se junta com o outro e faz uma nova partilha. O grupo escolhe um como símbolo e formula uma prece ou oração.
  • Um representante de cada grupo apresenta o símbolo ao grupo, fazendo uma oração.

Palavra de Deus: Gn 1,1-25

Mancha ou ponto

Mancha ou ponto

Objetivo: oração, pedido de perdão, preces, revisão de vida…

Material: uma folha branca com um ponto escuro ou mancha, bem no centro da mesa.

Desenvolvimento:

  • Mostrar ao grupo a folha com o ponto ou mancha no centro.
  • Depois de um minuto de observação silenciosa, pedir que se expressem descrevendo o que viram.
  • Provavelmente a maioria se deterá no ponto escuro.
  • Pedir, então, que tirem conclusões práticas.
  • Exemplo: em geral, nos apresentamos nos aspectos negativos dos acontecimentos, das pessoas, esquecendo-nos do seu lado luminoso que, quase sempre, é maior.

Palavra de Deus: 1 Cor 3,1-4 Sl 51

Meus sentimentos

Meus sentimentos

Objetivo: apresentação e entrosamento

Material: papel, lápis de cor.

Desenvolvimento:

  • Cada um deve retratar num desenho os sentimentos, as perspectivas que têm.
  • Dar um tempo para este trabalho individual que deve ser feito em silêncio, sem nenhuma comunicação.
  • Num segundo momento as pessoas se reúnem em subgrupos e se apresentam dizendo o nome, de onde vem, mostrando o seu desenho explicado-o.
  • O grupo escolhe um dos desenhos para ser o seu símbolo apresentando-o e justificando.
  • Pode-se também fazer um grupão onde cada um apresenta mostrando e comentando o seu desenho.

Palavra de Deus: Fl. 1,3-11 SL 6.