Dinâmica – A História da “Máquina Registrada”

Dinâmica – A História da “Máquina Registrada”
Exercício de Decisão Grupal
Objetivos:
1. Demonstrar como a busca do consenso melhora a decisão.
2. Explorar o impacto que as suposições têm sobre a decisão.
Tamanho do grupo: Subgrupos formados com cinco a sete membros; sendo possível, orientar
vários subgrupos, simultaneamente.
Tempo exigido: quarenta minutos, aproximadamente.
Material utilizado:
– Uma cópia da história da “Máquina Registradora”, para cada membro participante e para
cada grupo.
– Lápis ou caneta.
Procedimento:
1. O animador distribui uma cópia da história da “Máquina Registradora” para cada membro
participante que durante sete a dez minutos, deverá ler e assinar as declarações consideradas
verdadeiras, falsas ou desconhecidas.
2. A seguir, serão formados subgrupos de cinco a sete membros, recebendo cada subgrupo
uma cópia da história da “Máquina Registradora”, para um trabalho de consenso de grupo,
durante doze a quinze minutos, registrando novamente as declarações consideradas verdadeiras,
falsas ou desconhecidas.
3. O animador, a seguir, anuncia as respostas corretas. (a declaração número 3 é falsa, e a
do número 6 é verdadeira, e todas as demais são desconhecidas).
4. Em continuação, haverá um breve comentário acerca da experiência vivida, focalizandose
sobretudo o impacto que as suposições causam sobre a decisão e os valores do grupo.
Exercício da “Máquina Registradora”
A HISTÓRIA: Um negociante acaba de acender as luzes de uma loja de calçados, quando
surge um homem pedindo dinheiro. O proprietário abre uma máquina registradora. O conteúdo
da máquina registradora é retirado e o homem corre. Um membro da polícia é imediatamente
avisado.
Declaração acerca da história: Verdadeiro – Falso – Desconhecido
1. Um homem apareceu assim que o proprietário acendeu as luzes de sua loja de calçados
……….. V F ?
2. O ladrão foi um homem……… V F ?
3. O homem não pediu dinheiro………. V F ?
4. O homem que abriu a máquina registradora era o proprietário……………..V F ?
5. O proprietário da loja de calçados retirou o conteúdo da máquina registradora e fugiu
……..V F ?
6. Alguém abriu uma máquina registradora……… V F ?
7. Depois que o homem que pediu o dinheiro apanhou o conteúdo da máquina registradora,
fugiu……. V F ?
8. Embora houvesse dinheiro na máquina registradora, a história não diz a quantidade…………
V F ?
9. O ladrão pediu dinheiro ao proprietário ……………… V F ?
10. A história registra uma série de acontecimentos que envolveu três pessoas: o proprietário,
um homem que pediu dinheiro é um membro da polícia ………… V F ?
11. Os seguintes acontecimentos da história são verdadeiros: alguém pediu dinheiro – uma
máquina registradora foi aberta – seu dinheiro foi retirado …… V F ?

20. Dinâmica: Medo de Desafios
Material: caixa, chocolate e aparelho de som (rádio ou CD).
Procedimento:
Encha a caixa com jornal para que não se perceba o que tem dentro. Coloque no fundo o
chocolate e um bilhete: COMA O CHOCOLATE! Pede-se a turma que faça um círculo. O coordenador
segura a caixa e explica o seguinte pra turma: _Estão vendo esta caixa? Dentro
dela existe uma ordem a ser cumprida, vamos brincar de batata quente com ela, e aquele
que ficar com a caixa terá que cumprir a tarefa sem reclamar. Independente do que seja…
ninguém vai poder ajudar, o desafio deve ser cumprido apenas por quem ficar com a caixa
(é importante assustar a turma para que eles sintam medo da caixa, dizendo que pode ser
uma tarefa extremamente dificil ou vergonhosa).
Começa a brincadeira, com a música ligada, devem ir passando a caixa de um para o outro.
Quando a múica for interrompida (o coordenador deve estar de costas para o grupo
para não ver com quem está a caixa) aquele que ficou com a caixa terá que cumprir a
tarefa…é importante que o coordenador faça comentários do tipo: Você está preparado? Se
não tiver coragem… Depois de muito suspense quando finalmente o jovem abre a caixa encontra
a gostosa surpresa. (O jovem não pode repartir o presente com ninguém).
Objetivos:
O objetivo desta brincadeira é mostrar como somos covardes diante de situações que
possam representar perigo ou vergonha. Devemos aprender que em Deus podemos superar
todos os desafios que são colocados a nossa frente, por mais que pareça tudo tão desesperador,
o final pode ser uma feliz notícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *