O outro Lado

O outro Lado

Objetivos: ver o objetivo comum do grupo. Processo de comunhão e união. Análise da realidade.

Desenvolvimento: (não dizer o objetivo da dinâmica).

  • O coordenador pede a todos que se coloquem no fundo da sala ocupando toda parede. Pede silêncio absoluto, muita atenção para a ordem que vai ser dada e que sejam rigorosamente fieis a ela. Deve manter silêncio durante a dinâmica.
  • A ordem é a seguinte: Vocês deverão procurar como grupo, atingir o outro lado da sala, da forma mais rápida possível e mais eficiente.
  • Repete-se a ordem várias vezes.
  • O coordenador dirá que a ordem não foi cumprida, pede ao grupo que recomece. Repita a ordem várias vezes, pedindo que haja silêncio.

NOTA: É bom que haja obstáculos pelo meio da sala (cadeiras…) dificultando a passagem. Ele considerará a tarefa cumprida quando julgar que o grupo se aproximou do ideal alcançando o outro lado unido, obedecendo ao ritmo um dos outros, tendo incluindo todos na travessia.

Em seguida fazer comentários sobre tudo que observaram e sentiram:

  • Como cada um se sentiu?
  • Quem se sentiu esmagado e desrespeitado?
  • Quem ais correu ou empurrou?
  • De que forma as lideranças foram se manifestando???
  • Houve desistência no meio do caminho?
  • Surgiram animadores???

Palavra de Deus: 1 Cor. 12,12-27 Sl 133

Mancha ou ponto

Mancha ou ponto

Objetivo: oração, pedido de perdão, preces, revisão de vida…

Material: uma folha branca com um ponto escuro ou mancha, bem no centro da mesa.

Desenvolvimento:

  • Mostrar ao grupo a folha com o ponto ou mancha no centro.
  • Depois de um minuto de observação silenciosa, pedir que se expressem descrevendo o que viram.
  • Provavelmente a maioria se deterá no ponto escuro.
  • Pedir, então, que tirem conclusões práticas.
  • Exemplo: em geral, nos apresentamos nos aspectos negativos dos acontecimentos, das pessoas, esquecendo-nos do seu lado luminoso que, quase sempre, é maior.

Palavra de Deus: 1 Cor 3,1-4 Sl 51